Rute 1:12 - Não tenho esperança!

שֹׁ֤בְנָה בְנֹתַי֙ לֵ֔כְןָ כִּ֥י זָקַ֖נְתִּי מִהְי֣וֹת לְאִ֑ישׁ כִּ֤י אָמַ֙רְתִּי֙ יֶשׁ־לִ֣י תִקְוָ֔ה גַּ֣ם הָיִ֤יתִי הַלַּ֙יְלָה֙ לְאִ֔ישׁ וְגַ֖ם יָלַ֥דְתִּי בָנִֽים׃

šōḇnâ ḇnōṯay leḵnā ki zāqanti mihyôṯ lʾiš ki ʾāmarti yêš-li ṯiqwâ gam hāyı̂ṯi hallaylâ lʾiš wg̱am yālaḏti ḇānim:


Vocabulário do texto

Vocábulo Transliteração Classe Frequência no AT Significado
שׁוּב šuḇ verbo 1.075 × Qal: voltar, retornar
בַּת baṯ substantivo ♀ 587 × filha
הָלַךְ hālaḵ verbo 1.154 × Qal: andar, ir
זָקֵן zāqēn verbo 26 × Qal: ser velha, idosa
הָיָה hāyāh verbo 3.562 × Qal: ser, existir, tornar-se
אִישׁ ʾiyš substantivo ♂ 2.188 × homem, marido
אָמַר ʾāmar verbo 5.316 × Qal: falar, dizer
בֵּן bēn substantivo ♂ 4.941 × filho
יֵשׁ yēš part. adverbial 138 ×
תִּקְוָה tiqwāh substantivo ♀ 32 × esperança
לַיְלָה laylāh substantivo ♂ 234 × noite
יָלַד yālaḏ verbo 499 × Qal: conceber, gerar, dar à luz
בֵּן bēn substantivo ♂ 4.941 × filho

Um pouco de gramática

① O verbo principal da oração שֹׁ֤בְנָה é שֹׁבְנָה (imperativo).

② O vocativo בְנֹתַי está associado aos imperativos שֹׁבְנָה e לֵכְןָ.

③ O verbo principal לֵ֔כְןָ complementa o verbo שֹׁבְנָה: “Voltem, minhas filhas, vão!”

④ A conjunção כִּי introduz a oração subordinada explicativa כִּ֥י זָקַ֖נְתִּי מִהְי֣וֹת לְאִ֑ישׁ.

⑤ O verbo principal da oração subordinada explicativa כִּ֥י זָקַ֖נְתִּי מִהְי֣וֹת לְאִ֑ישׁ é זָקַנְתִּי (qatal).

⑥ A combinação da preposição מִן + qal infinitivo construto הְיוֹת associado à combinação da preposição (de posse) לְ + substantivo אִישׁ, expressa ideia de “pertencer a um homem”, ou seja, “casar-se com um homem”: “Eu estou velha para me casar [novamente]…” 

⑦ A conjunção כִּי introduz a oração subordinada concessiva כִּ֤י אָמַ֙רְתִּי֙ יֶשׁ־לִ֣י תִקְוָ֔ה: “mesmo que eu…”

⑧ O verbo principal da oração subordinada concessiva (prótase) כִּ֤י אָמַ֙רְתִּי֙ יֶשׁ־לִ֣י תִקְוָ֔ה é אָמַרְתִּי (qatal).

⑨ A partícula adverbial יֵשׁ é traduzido como “há”, “existe” (existencial).

⑩ O substantivo תִקְוָה complementa a partícula adverbial de existência יֵשׁ: “há esperança”

⑪ A expressão יֶשׁ־לִי, lit. “há para mim”, expressa ideia de posse: “eu tenho” (לְ possessivo). 

Assim, כִּ֤י אָמַ֙רְתִּי֙ יֶשׁ־לִ֣י תִקְוָ֔ה pode ser traduzido como: lit. “Mesmo que eu dissesse [ou pensasse] tenho esperança…”, ou, “mesmo que pensasse que tenho esperança…” 

⑫ A estrutura גַּם … וְגַם introduz explicação parentética sobre a “esperança” supracitada.

⑬ O verbo principal da oração parentética (apositiva) גַּ֣ם הָיִ֤יתִי הַלַּ֙יְלָה֙ לְאִ֔ישׁ é הָיִיתִי (qatal).

⑭ A combinação do verbo הָיָה + preposição לְ (de posse) expressa a ideia de “casar-se” (lit. “pertencer a um homem”). Ver ⑥.

⑮ O substantivo לַיְלָה associado ao seu artigo definido expressa ideia temporal definida: essa noite: “e eu casasse essa noite…”

⑯ O verbo principal da oração parentética (apositiva) וְגַ֖ם יָלַ֥דְתִּי בָנִֽים é יָלַדְתִּי (qatal).

Note que וְ tem função de copula (aditivo).

⑰ O verbo principal יָלַדְתִּי tem como objeto direto de pessoa o substantivo בָנִים: “e eu concebesse filhos,”.

A pontuação sôp pāsûq (׃) marca o fim do versículo.

Tradução

— Voltem, minhas filhas, vão! Pois eu estou velha para me casar novamente. Mesmo que eu pensasse que tenho esperança e me casasse essa noite e concebesse filhos,


Slideshow

Baixe o arquivo do slideshow em formato pdf aqui.

*Esse material tem autor. Ao compartilhá-lo, não se esqueça de citar a fonte.