A criação 21 - Grandes peixes e aves (Gn 1:21)

וַיִּבְרָ֣א אֱלֹהִ֔ים אֶת־הַתַּנִּינִ֖ם הַגְּדֹלִ֑ים וְאֵ֣ת כָּל־נֶ֣פֶשׁ הַֽחַיָּ֣ה ׀ הָֽרֹמֶ֡שֶׂת אֲשֶׁר֩ שָׁרְצ֨וּ הַמַּ֜יִם לְמִֽינֵהֶ֗ם וְאֵ֨ת כָּל־ע֤וֹף כָּנָף֙ לְמִינֵ֔הוּ וַיַּ֥רְא אֱלֹהִ֖ים כִּי־טֽוֹב׃

wayyiḇrāʾ ʾlōhim ʾeṯ-hattanninim haggḏōlim wʾeṯ kol-nep̱eš haḥayyâ hārōmeśeṯ ʾăšer šorṣû hammayı̂m lminehem wʾeṯ kol-ʿôp̱ kānāp̱ lminehû wayyarʾ ʾlōhim ki-ṭôḇ:


Vocabulário

Vocábulo Transliteração Classe Frequência no AT Significado
בָּרָא bārāʾ verbo 48 × Qal: criar
אֱלֹהִים ʾelohiym substantivo ♂ 2.602 × Deus (de Israel), deuses
תַּנִּין tanniyn substantivo ♂ 15 × monstro marinho, serpente
גָּדוֹל gāḏol adjetivo 527 × grande
כֹּל kol substantivo ♂ 5.415 × tudo, todo
נֶפֶשׁ nep̱eš substantivo ♀ 757 × vida
חַי ḥay adjetivo 140 × vivo (ou subs. vida)
רָמַשׂ rāmaś verbo 17 × *Qal: mover-se
שָׁרַץ šāraṣ verbo 14 × povoar
מַיִם mayim substantivo ♂ 585 × água, mar
מִין miyn substantivo ♂ 31 × tipo, espécie
עוֹף ʿop̱ substantivo ♂ 71 × pássaro
כָּנָף kānāp̱ substantivo ♀ 111 × asa
רָאָה rāʾāh verbo 1.311 × Qal: ver
טוֹב ṭoḇ adjetivo 530 × bom

Um pouco de gramática

① O verbo principal da oração וַיִּבְרָ֣א אֱלֹהִ֔ים אֶת־הַתַּנִּינִ֖ם הַגְּדֹלִ֑ים é וַיִּבְרָא (wayyiqtol).

② O sujeito da oração וַיִּבְרָ֣א אֱלֹהִ֔ים אֶת־הַתַּנִּינִ֖ם הַגְּדֹלִ֑ים é o substantivo אֱלֹהִים.

Note que à semelhança de Gn 1:1, אֱלֹהִים é, pelo contexto, um substantivo definido por se referir ao Deus de Israel Yahweh (plural majestático).

Observe que a Septuaginta traduz אֱלֹהִים como um substantivo definido: ὁ θεός.

③ O verbo principal וַיִּבְרָא tem como primeiro objeto direto a frase אֶת־הַתַּנִּינִ֖ם הַגְּדֹלִ֑ים.

Note que o sinal acusativo אֶת sempre introduz objeto direto.

Observe que הַגְּדֹלִים é o adjetivo atributivo do substantivo definido הַתַּנִּינִם.

Por fim, o substantivo תַּנִּין, dentro desse contexto associado ao verbo בָּרָא, quer dizer “monstro marinho”, i.e., os “grandes peixes”.¹

④ O verbo principal וַיִּבְרָא tem como segundo objeto direto a frase וְאֵ֣ת כָּל־נֶ֣פֶשׁ הַֽחַיָּ֣ה.

Note que a conjunção וְ tem função de copula.

Observe a relação construto-absoluto na expressão כָּל־נֶ֣פֶשׁ.

Por fim, הַֽחַיָּה é o adjetivo atributivo do substantivo absoluto נֶפֶשׁ: lit. “e todo ser vivente…”

⑤ O particípio definido הַגְּדֹלִ֑ים tem função apositiva (epexegética) em relação à frase כָּל־נֶ֣פֶשׁ הַֽחַיָּ֣ה: “todo ser vivente que rasteja…

Alternativamente, podemos classificar הַגְּדֹלִים como tendo uma função atributiva sobre a frase נֶפֶשׁ הַֽחַיָּה.

⑥ O pronome relativo אֲשֶׁר introduz a oração relativa אֲשֶׁר֩ שָׁרְצ֨וּ הַמַּ֜יִם לְמִֽינֵהֶ֗ם.

⑦ O verbo principal da oração relativa אֲשֶׁר֩ שָׁרְצ֨וּ הַמַּ֜יִם לְמִֽינֵהֶ֗ם é שָׁרְצוּ (qatal).

⑧ O sujeito² da oração relativa אֲשֶׁר֩ שָׁרְצ֨וּ הַמַּ֜יִם לְמִֽינֵהֶ֗ם é o substantivo definido הַמַּ֜יִם. 

⑨ A combinação da preposição לְ + substantivo מִין expressa ideia de padrão.

Note que o sufixo 3ª m.p. é um genitivo de posse: “de acordo com suas espécies…”

⑩ O verbo principal וַיִּבְרָא tem como terceiro objeto direto a frase וְאֵ֨ת כָּל־ע֤וֹף כָּנָף֙.

Note que a conjunção וְ tem função de copula.

Observe a relação construto-absoluto na expressão כָּל־עוֹף.

Por fim, a frase עוֹף כָּנָף (lit. “ave [com, de] asa”) pode parecer redundante, por isso classificamos o substantivo כָּנָף como tendo uma função atributiva sobre o substantivo עוֹף e traduzimos simplesmente por “ave”. 

⑪ A combinação da preposição לְ + substantivo מִין expressa ideia de padrão.

Note que o sufixo 3ª m.s. é um genitivo de posse: “de acordo com sua espécie…”

⑫ O verbo principal da oração וַיַּ֥רְא אֱלֹהִ֖ים כִּי־טֽוֹב׃ é וַיַּרְא (wayyiqtol).

⑬ O sujeito da oração וַיַּ֥רְא אֱלֹהִ֖ים כִּי־טֽוֹב׃ é אֱלֹהִים.

Note que à semelhança de Gn 1:1, אֱלֹהִים é, pelo contexto, um substantivo definido por se referir ao Deus de Israel Yahweh (plural majestático).

Observe que a Septuaginta traduz אֱלֹהִים como um substantivo definido: ὁ θεός.

⑭ A conjunção כִּי, nesse contexto, é chamado de כִּי perceptivo, pois está associado a um verbo que denota percepção ou cognição (רָאָה): lit. “E Deus viu que [era boa]…”

⑮ טוֹב é o adjetivo predicativo do substantivo definido הָאוֹר: “E Deus viu que era bom…”

Note que o verbo de ligação הָיָה está implícito na estrutura adjetivo predicativo-substantivo.

A pontuação sôp pāsûq (׃) marca o fim do versículo.

Tradução

E Deus criou os grandes peixes, todos os seres viventes que rastejam — os quais povoam os mares, segundo suas espécies — e todas as aves, segundo suas espécies. E Deus viu que era bom.

Notas

¹ Ver HALOT, s.v. “תַּנִּין”. De acordo com Wenham, "תנין pode significar “cobra” (Êx 7:9) ou “crocodilo” (Ez 29:3) ou outro animal poderoso (Jr 51:34). Is 27:1; 51:9; Sl 74:13 e Jó 7:12 aparentemente usam a linguagem da mitologia cananeia para descrever a vitória de Deus sobre seus adversários, e pode ser que esse verso mencione que os grandes seres marinhos foram criados por Deus precisamente para ressaltar a Sua soberania sobre eles.” (G.J. Wenham, Genesis 1–15, WBC 1; Accordance electronic ed. (Grand Rapids: Zondervan, 1987), 24.

² B. Bandstra, Genesis 1-11: A Handbook on the Hebrew Text (Baylor: Baylor University Press, 2008), 83.


Slideshow

Baixe o arquivo do slideshow em formato pdf aqui.

*Esse material tem autor. Ao compartilhá-lo, não se esqueça de citar a fonte.