A história de Ana 2 - Ana e Penina (1 Sm 1.2)

וְלוֹ֙ שְׁתֵּ֣י נָשִׁ֔ים שֵׁ֤ם אַחַת֙ חַנָּ֔ה וְשֵׁ֥ם הַשֵּׁנִ֖ית פְּנִנָּ֑ה וַיְהִ֤י לִפְנִנָּה֙ יְלָדִ֔ים וּלְחַנָּ֖ה אֵ֥ין יְלָדִֽים׃

wᵉlô šᵉtê nāšı̂m šēm ʾaḥaṯ ḥannā wᵉšēm haššēnı̂ṯ pᵉninnā wayᵉhı̂ lip̱ninnā yᵉlāḏı̂m ûlᵉḥannā ʾên yᵉlāḏı̂m:


Vocabulário

Vocábulo Transliteração Classe Frequência no AT Significado
הָיָה hāyāh verbo 3.562 × Qal: ser, acontecer
שְׁנַיִם šᵉnayim adj. num. 769 × dois
שֵׁם šēm substantivo ♂ 864 × nome
אֶחָד ʾeḥāḏ adj. num. 976 × um
הָיָה hāyāh verbo 3.562 × Qal: ser, acontecer
יֶלֶד yeleḏ substantivo ♂ 89 × filho, menino
אַיִן ʾayin adv. negação 789 × não há, nada, não

Um pouco de gramática

① A conjunção וְ expressa continuação da descrição de Elcana de 1Sm 1:1.

A preposição לְ expressa ideia de posse (genitivo ou perifrástico).

O sufixo 3ª m.s. refere-se a Elcana: lit. “e para ele”, ou seja,  “E ele tinha…”

② O sujeito da frase sem verbo וְלוֹ֙ שְׁתֵּ֣י נָשִׁ֔ים é a estrutura construto-absoluto שְׁתֵּי נָשִׁים.

Note que o numeral cardinal é o adjetivo atributivo do substantivo נָשִׁים.

③ O sujeito da frase sem verbo שֵׁ֤ם אַחַת֙ חַנָּ֔ה é a estrutura construto-absoluto שֵׁם אַחַת.

④ O nome próprio חַנָּה é o predicado nominal do verbo de ligação implícito (הָיָה).

Note que na grande maioria as ocorrências o verbo de ligação הָיָה é implícito no texto.

⑤ A conjunção וְ introduz a oração coordenada aditiva וְשֵׁ֥ם הַשֵּׁנִ֖ית פְּנִנָּ֑ה . 

O sujeito dessa oração é a estrutura construto-absoluto שֵׁם הַשֵּׁנִית.

⑥ O nome próprio פְּנִנָּה é o predicado nominal do verbo de ligação implícito (הָיָה, cf. ④).

⑦ O verbo pricipal da oração וַיְהִ֤י לִפְנִנָּה֙ יְלָדִ֔ים é וַיְהִי (wayyiqtol). 

Note que diferentemente de ④ e ⑥, וַיְהִי não é um verbo de ligação mas um verbo que dá sequência à narrativa do texto por estar na forma wayyiqtol.

⑧ O sujeito da oração וַיְהִ֤י לִפְנִנָּה֙ יְלָדִ֔ים é יְלָדִים.

⑨ A combinação da preposição לְ + nome próprio פְּנִנָּה expressa ideia de posse (לְ genitivo. Cf. ①): lit. “e para Penina filhos”, ou seja, “E Penina tinha filhos…”

⑩ A conjunção וְ introduz a frase sem verbo coordenada adversativaוּלְחַנָּ֖ה אֵ֥ין יְלָדִֽים.

A preposição לְ expressa ideia de posse (genitivo ou perifrástico): lit. “e para Ana não havia filhos”, ou seja, “e Ana não tinha filhos”.

⑪ O advérbio de negação qualifica a ação do verbo implícito וַיְהִי (cf. ⑦).

⑫ O sujeito da frase sem verbo coordenada aditivaוּלְחַנָּ֖ה אֵ֥ין יְלָדִֽים é יְלָדִים.

Tradução

E ele tinha duas esposas: a primeira chamada Ana e a segunda chamada Penina. Penina tinha filhos, mas Ana não tinha filhos.   

Slideshow

Baixe o arquivo do slideshow em formato pdf aqui.

*Esse material tem autor. Ao compartilhá-lo, não se esqueça de citar a fonte.