A história de Ana 1 - Elcana (1Sm 1:1)

וַיְהִי֩ אִ֨ישׁ אֶחָ֜ד מִן־הָרָמָתַ֛יִם צוֹפִ֖ים מֵהַ֣ר אֶפְרָ֑יִם וּשְׁמ֡וֹ אֶ֠לְקָנָה בֶּן־יְרֹחָ֧ם בֶּן־אֱלִיה֛וּא בֶּן־תֹּ֥חוּ בֶן־צ֖וּף אֶפְרָתִֽי׃

wayᵉhı̂ ʾı̂š ʾeḥāḏ  min-hārāmāṯayim ṣôp̱ı̂mmêhar ʾep̱rāyim ûšᵉmô ʾelqānāh ben-yᵉrōḥāmben-ʾᵉlı̂hûʾ ben-tōḥû ḇen-ṣûp̱ ʾep̱rāṯı̂:


Vocabulário

Vocábulo Transliteração Classe Frequência no AT Significado
הָיָה hāyāh verbo 3.562 × Qal: ser, acontecer
אִישׁ ʾiyš substantivo ♂ 2.188 × Yahweh
אֶחָד ʾeḥāḏ adj. num. 976 × um
הַר har substantivo ♂ 558 × montanha, monte
שֵׁם šēm substantivo ♂ 864 × nome
בֵּן bēn substantivo ♂ 4.941 × filho
אֶפְרָתִי ʾep̱rāṯiy adjetivo 5 × efraimita, da tribo de Efraim

Um pouco de gramática

① O verbo principal da oração וַיְהִי֩ אִ֨ישׁ אֶחָ֜ד מִן־הָרָמָתַ֛יִם צוֹפִ֖ים מֵהַ֣ר אֶפְרָ֑יִם é וַיְהִי (wayyiqtol).

Note que o verbo וַיְהִי introduz narrativa, podendo ser traduzido como: “Havia um homem…” (cf. NVT).

② O sujeito da oração וַיְהִי֩ אִ֨ישׁ אֶחָ֜ד מִן־הָרָמָתַ֛יִם צוֹפִ֖ים מֵהַ֣ר אֶפְרָ֑יִם é a frase אִישׁ אֶחָד.

Note que אֶחָד é o adjetivo (numeral) relacionado ao substantivo indefinido אִישׁ: “Havia um homem…”

③ A combinação da preposição מִן + nome próprio composto הָרָמָתַיִם צוֹפִים expressa ideia de origem: "de Haramataim-Zofim..."

A região chamada הָרָמָתַיִם é citada apenas aqui na Bíblia Hebraica. Provavelmente era um nome alternativo da cidade de רָמָה (cf. 1 Sm 1:19). Já a região de Zufe (צוּף) é mencionada como sendo a terra de Samuel (1 Sm 9:5, 6).

Note que a LXX lê: ἐξ Αρμαθαιμ Σιφα (“de Haramataim, um Zufita”). É possível que a forma no texto massorético צוֹפִים deriva de uma ditografia (i.e., erro de copista que repete letra, sílaba ou palavra que devia escrever só uma vez) da letra מ que inicia a próxima palavra (nesse caso, a forma correta seria צוּף).

④ A frase מֵהַר אֶפְרָיִם (preposição מִן + estrutura construto-absoluto הַר אֶפְרָיִם, que expressa ideia de origem) é o aposto da frase מִן־הָרָמָתַיִם צוֹפִים, explicando com mais detalhes o lugar de procedência de Elcana.

⑤ A conjunção וְ introduz a oração coordenada aditiva וּשְׁמ֡וֹ אֶ֠לְקָנָה בֶּן־יְרֹחָ֧ם בֶּן־אֱלִיה֛וּא בֶּן־תֹּ֥חוּ בֶן־צ֖וּף אֶפְרָתִֽי. Note que o verbo הָיָה está implícito.

⑥ O sujeito dessa oração é שְׁמוֹ (substantivo שֵׁם + sufixo 3 m.s.).

⑦ O nome próprio אֶלְקָנָה é o predicado nominal do sujeito שְׁמוֹ.

⑧ A frase בֶּן־יְרֹחָ֧ם בֶּן־אֱלִיה֛וּא בֶּן־תֹּ֥חוּ בֶן־צ֖וּף é o aposto do nome próprio אֶלְקָנָה.

Note a presença da estrutura construto-absoluto nas frases בֶּן־יְרֹחָם, בֶּן־אֱלִיהוּא, בֶּן־תֹּחוּ e בֶן־צוּף.

⑨ O adjetivo אֶפְרָתִי é aposto ao nome próprio אֶלְקָנָה.

A pontuação sôp pāsûq (׃) marca o fim do versículo.

Tradução

Havia um homem de Haramataim-Zofim, na montanha de Efraim, chamado Elcana, filho de Jeorão, filho de Eliú, filho de Tohu e filho de Zufe, um efraimita.      

Slideshow

Baixe o arquivo do slideshow em formato pdf aqui.

*Esse material tem autor. Ao compartilhá-lo, não se esqueça de citar a fonte.