A história de Ana 6 - A provocação de Penina (1Sm 1:6)

וְכִֽעֲסַ֤תָּה צָֽרָתָהּ֙ גַּם־כַּ֔עַס בַּעֲב֖וּר הַרְּעִמָ֑הּ כִּֽי־סָגַ֥ר יְהוָ֖ה בְּעַ֥ד רַחְמָֽהּ׃

 wᵉḵiʿᵃsattā ṣārāṯāh gam-kaʿas baʿăḇûr harrᵉʿimāh kı̂-sāg̱ar yhwh bᵉʿaḏ raḥmāh:


Vocabulário

Vocábulo Transliteração Classe Frequência no AT Significado
כָּעַס kāʿas verbo 55 × Piel: provocar
צָרָה ṣārāh substantivo ♀ hapax legomenon rival
גַּם gam advérbio 769 × também
כַּעַס kaʿas substantivo ♂ 22 × vergonha, aborrecimento, provocação
עֲבוּר ʿaḇur preposição 49 × marcador de finalidade: para, a fim de
רָעַם rāʿam verbo 2 × Hiphil: irritar
סָגַר sāg̱ar verbo 91 × Qal: fechar (tornar estéril)
בַּעַד baʿaḏ preposição 100 × atrás, através, sobre
רֶחֶם reḥem substantivo ♂ 31 × ventre

Um pouco de gramática

① O verbo principal da oração וְכִֽעֲסַ֤תָּה צָֽרָתָהּ֙ גַּם־כַּ֔עַס é כִעֲסַתָּה (qatal).

A desinência pronominal 3ª f.s. é o objeto direto (de pessoa) do verbo principal: “Ela [i.e., Penina] provocou-a [i.e., Ana]…” 

Note que a conjunção וְ expressa sentido adversativo em relação 1Sm 1:15a: "וּלְחַנָּ֕ה יִתֵּ֛ן מָנָ֥ה אַחַ֖ת  אַפָּ֑יִם כִּ֤י אֶת־חַנָּה֙ אָהֵ֔ב”, ou seja, enquanto Ana recebia um amor preferencial de Elcana, ela era perseguida por sua rival Penina. 

② O sujeito da oração וְכִֽעֲסַ֤תָּה צָֽרָתָהּ֙ גַּם־כַּ֔עַס é צָֽרָתָהּ֙.

Note que a desinência pronominal 2ª f.s. é um genitivo de posse: “sua adversária…”

③ O advérbio גַּם qualifica o verbo principal כִעֲסַתָּה de modo a intensificá-lo:¹ “ela provocava muito…”

④ O verbo principal צָֽרָתָהּ֙ tem como objeto direto (de coisa) o substantivo כַּעַס: lit. “Ela a provocou… aborrecimento…”

Note que a expressão כִֽעֲסַ֤תָּה … כַּעַס pode ser simplesmente traduzida como “ela a provocou…” para evitar redundância.

⑤ A oração בַּעֲב֖וּר הַרְּעִמָ֑הּ expressa a finalidade da provocação de Penina em relação a Ana: “a fim de aborrecê-la…”

Note que a desinência pronominal do verbo infinitivo הַרְּעִמָ֑הּ é o seu próprio objeto direto (de pessoa).

⑥ A conjunção כִּי introduz a oração explicativa כִּֽי־סָגַ֥ר יְהוָ֖ה בְּעַ֥ד רַחְמָֽהּ.

⑦ O verbo principal da oração explicativa כִּֽי־סָגַ֥ר יְהוָ֖ה בְּעַ֥ד רַחְמָֽהּ é סָגַר (qatal).

⑧ O sujeito da oração explicativa כִּֽי־סָגַ֥ר יְהוָ֖ה בְּעַ֥ד רַחְמָֽהּ  é יהוָה (cf. 1Sm 1:5, ⑧).

⑨ A preposição סָגַר … בְּעַד é simplesmente traduzida como “fechar”.²

⑩ O O verbo principal סָגַר tem como objeto direto o substantivo com sufixo pronominal רַחְמָֽהּ.

Note que a desinência nominal 3ª f.s. é um genitivo de posse: “ventre dela.” (cf. 1Sm 1:5, ⑨)

Tradução

Mas sua rival a provocava muito, a fim de aborrecê-la, pois Yahweh a havia deixado estéril. (A21)

Notas

¹ J.C. Beckman (rev. e exp.), William’s Hebrew Syntax, 3rd. ed. (Toronto: University of Toronto, 2012), §379.

² Ver HALOT, s.v. “בַּעַד-1”.


Slideshow

Baixe o arquivo do slideshow em formato pdf aqui.

*Esse material tem autor. Ao compartilhá-lo, não se esqueça de citar a fonte.