Jonas 2:4 - No coração dos mares

   וַתַּשְׁלִיכֵ֤נִי מְצוּלָה֙ בִּלְבַ֣ב יַמִּ֔ים    וְנָהָ֖ר יְסֹבְבֵ֑נִי

   כָּל־מִשְׁבָּרֶ֥יךָ וְגַלֶּ֖יךָ    עָלַ֥י עָבָֽרוּ׃

   wattašlı̂ḵēnı̂  mᵉṣûlāh bilḇaḇ yammı̂mwᵉnāhār yᵉsōḇᵉḇēnı̂ 

   kol-mišbārêḵā wᵉg̱allêḵā    ʿālay ʿāḇārû:


Vocabulário

Vocábulo Transliteração Classe Frequência no AT Significado
שָׁלַךְ šālaḵ verbo 125 × Hiphil: lançar, jogar
מְצוֹלָה mᵉṣolāh substantivo ♀ 2 × profundeza
לֵבָב lēḇāḇ substantivo ♂ 252 × coração, interior
יָם yām substantivo ♂ 396 × mar
נָהָר nāhār substantivo ♂ 119 × rio, canal
סָבַב sāḇaḇ verbo 163 × Polel: cercar
כֹּל kol substantivo ♂ 5.4154 × todo, tudo
מִשְׁבָּר mišbār substantivo ♂ 5 × onda
גַּל gal substantivo ♂ 16 × onda, fonte
עָבַר ʿāḇar verbo 553 × Qal: passar sobre algo, atravessar

Um pouco de gramática

① O verbo principal da oração וַתַּשְׁלִיכֵ֤נִי מְצוּלָה֙ בִּלְבַ֣ב יַמִּ֔ים é וַתַּשְׁלִיכֵנִי (wayyiqtol).

Note que o sufixo pronominal da 1ª c.s. é o próprio objeto direto: “Ele [Yahweh] me lançou…”

② O verbo principal וַתַּשְׁלִיכֵנִי tem como objeto indireto (ou adjunto adverbial) a frase preposicional בִּלְבַ֣ב יַמִּ֔ים: "Ele [Yahweh] me lançou na profundeza dos mares…”

O substantivo מְצוּלָה pode ser classificado como um aposto em relação ao objeto indireto בִּלְבַב יַמִּים. Alguns estudiosos, dado a não naturalidade desse substantivo localizado entre o verbo principal e seu objeto indireto, argumentam que se trata de uma adição interpretativa posterior.¹

Alternativamente, alguns classificam מְצוּלָה como acusativo adverbial.²

O aparato crítico da BHS diz: "dl aut מצולה aut בלבב ימים”, deletar ou מצולה ou בלבב ימים.

④ O verbo principal da oração וְנָהָ֖ר יְסֹבְבֵ֑נִי é יְסֹבְבֵ֑נִי (yiqtol). 

Note que o sufixo pronominal da 1ª c.s. é o próprio objeto direto: lit. “e o rio [as águas do mar] me cercou…”

⑤ O sujeito da oração וְנָהָ֖ר יְסֹבְבֵ֑נִי é נָהָר.

Note que a tradução literal de נָהָר, i.e., “rio”, refere-se às águas do mar que cercaram o profeta Jonas.  

A conjunção וְ pode ser interpretado tanto como uma conjunção coordenada aditiva (“e as águas me cercaram"), como uma conjunção de resultado (“então as águas me cercaram”).

⑥ O verbo principal da oração כָּל־מִשְׁבָּרֶ֥יךָ וְגַלֶּ֖יךָ  עָלַ֥י עָבָֽרוּ׃ é עָבָֽרוּ (qatal).

⑦ O sujeito (composto) da oração כָּל־מִשְׁבָּרֶ֥יךָ וְגַלֶּ֖יךָ  עָלַ֥י עָבָֽרוּ׃ é a estrutura construto-absoluto כָּל־מִשְׁבָּרֶיךָ וְגַלֶּיךָ.

Note que os sufixos pronominais na 2ª m.s. são genitivos de posse: “tuas torrentes e tuas ondas…” (A21).

⑧ A combinação da preposição עַל + sufixo 1 c.s expressa ideia de desvantagem: lit. “contra mim”.

Note que a frase preposicionalprecede o verbo principal como recurso de ênfase: “… do interior do Sheol eu clamei por ajuda…”

Tradução

Me lançastes no fundo dos mares, na profundeza e as águas me cercaram;
todas as tuas torrentes e tuas ondas passaram por cima de mim. 

Nota

¹  H.W. Wolff, Jonah: A Commentary (Minneapolis: Augsburg, 1986), 126.

² R.B. Chisholm Jr. A Handbook for Intermediate Hebrew: Grammar, Exegesis, and Commentary on Jonah and Ruth (Grand Rapids: Kregel, 2006), 58.


Slideshow

Baixe o arquivo do slideshow em formato pdf aqui.

*Esse material tem autor. Ao compartilhá-lo, não se esqueça de citar a fonte.